Comentários

(131)
Jose Edom, Advogado
Jose Edom
Comentário · ano passado
Iniciei lendo o texto achando que se tratava de um artigo estritamente sobre o tema, depois constatei que se tratava de uma chamada para Curso etc etc.

Primeiro, um texto em um dos argumentos se sustenta e depreciar alguma coisa "de prima", para mim, perde toda a sua força argumentativa, e por tal razão desvia-se de seu objetivo.

Segundo, toda o argumento precisa ter fundamentação clara e muito precisa, sob pena de tropeçar e cair numa falácia, isto se deve pelo fato de uma ou ambas proposições do silogismo não serem verdadeiras. Nesse sentido, não há clareza quando é dito que: "Assim como a Igreja tinha um interesse muito forte em controlar como as pessoas enxergavam o mundo". Isso porque, no texto não diz quando, qual Igreja e que pessoas. Veja como faltam elementos para nos conduzir à transparência da assertiva.
Se o autor do texto pensou, por exemplo, na Igreja Católica Apostólica Romana, errou, e errou muito longe, fazendo com que seu argumento caísse num vazio.
Por que? Porque sou advogado há 46 anos; respondi pela Assessoria Jurídica da maior empresa privada de refino de petróleo que o Brasil já teve; participo de diversos instituições, e hoje sou um estudioso da minha religião, que é a Católica Apostólica Romana. Por tal razão, posso afirmar, com todas as letras que, quem conhece sabe, que a Igreja Católica Apostólica Romana, jamais teve interesse, e ainda mais, muito forte, em controlar como as pessoas enxergavam as pessoas.
O fundamento desta Igreja é: "amor ao próximo". Portanto, neste fundamento - o amor - está contido, o respeito ao próximo, a solidariedade, a caridade, a fraternidade, enfim tantas outras virtudes. Alguém assim, portador dessas virtudes com certeza é uma pessoa transparente, sincera, aberta, que não utiliza nenhum subterfúgio para fazer valer seus argumentos, muito menos desfaz outros ou ataca instituição para tanto.
Se o número de profissionais do direito está saturado? Não diria tanto, o que acontece é que há muitos profissionais, porque temos muitos cursos de direito, assim como de medicina, e, a todo momento, são injetados no mercado, milhares desses profissionais. Mas o mais grave, e até criminoso, é o despreparo desses profissionais, não todos, é lógico, mas em muitos Estados da federação tem vários. Aliás, ai na Bahia deve ter também.
Qualquer profissional, e eu já passei por isso, deve ter paciência, ler muito, estudar muito, não parar de estudar, ser honesto consigo e com seu cliente, ser transparente. Não há imediatismo no Direito, nós conseguimos ser bem sucedidos com o passar dos anos e com muita perseverança.
O maior marketing do advogado está na sua sinceridade com o cliente, capricho no trabalho - aqui envolve dedicação e dar o seu melhor - pontualidade no atendimento, no respeito aos prazos, no saber ouvir o cliente, no acreditar em você.
Teria muito mais para falar, mas penso que por enquanto isso é suficiente.

.
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

Outros advogados em Rio Grande (RS)

Carregando

ANÚNCIO PATROCINADO

Jose Edom

Entrar em contato